quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Intimidade com Deus

Sabemos que intimidade é algo que depende das duas partes... não basta somente Deus buscar ser íntimo do homem, o homem também tem que buscar intimidade com Deus.
Mas, como ter essa intimidade?
Quando conhecemos uma pessoa, já no primeiro dia não contamos a ela toda nossa vida, todos os nossos sonhos, ou os nossos segredos mais profundos. Por quê? Porque ainda não somos íntimos com esta pessoa, mas se passar algum tempo, todos os dias conversarmos um pouco, fomos nos conhecendo mais e mais... chegará uma hora em que teremos CONFIANÇA um no outro para lhe contar tudo o que se passa em nosso interior.
Podemos então afirmar que intimidade vem com CONVIVÊNCIA.
Nós não podemos ser íntimos de uma pessoa com a qual conversamos raramente e sempre temos uma conversa superficial.
Com Deus, funciona da mesma forma.
Como podemos dizer que somos íntimos de Deus se mal falamos com Ele diariamente? E quando falamos, são coisas superficiais? Aquelas orações diárias de todo crente, que ora ao acordar, na hora das refeições e na hora de dormir não nos fazem uma pessoa íntima de Deus, pois como um amigo íntimo, passamos horas contando a Ele tudo que se passamos horas contando a Ele tudo que se passa dentro de nós e ouvindo o que se passa no coração dEle.
Então, meus queridos irmãos, eu pergunto: Quanto tempo você tem dedicado na busca da sua intimidade com Deus?
Você quer conhecer os planos de Deus pra sua vida? ENTÃO SEJA ÍNTIMO DELE!



Carlos Hosken
gestor@vidaepaz.org

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

O FINAL DE SEMANA...

foi MOVIMENTADO e ABENÇOADO! No sábado pudemos participar da Pizza Beneficente do Lions CLube Bauru Bela Vista, que foi um sucesso!!!! Com a mão na massa pela manhã, os irmãos Carlos e Siliana acompanhado de duas alunas da Casa Feminina.
a tarde tivemos a venda de DELICIOSOS espetinhos na pracinha do bairro, com a colaboração da incansável Janete e sua trupe.

Fechando o terceiro turno do dia, teve a turma do monte, que juntamente com o pastor Ronaldo foram buscar á Deus em oração no monte de Piratininga.
A coisa foi tão boa que esse final de semana tem repeteco - ótima oportunidade pra quem perdeu a chance!





e no culto do domingo, após um louvor abençoado ministrado por essa que vos fala, tivemos uma lição de casa: digerir a palavra do Pr. Francisco Molina sobre a certeza da presença de Deus conosco nas aflições - porém, não nos livrando delas (Daniel cap3)


                                                            


E você? Já esta pronto para o proximo final de semana?







Wanessa Ferrari

terça-feira, 23 de novembro de 2010

ABSTINÊNCIA



ABSTINÊNCIA


 A palavra ABSTINÊNCIA vem do ato de se abster de algo, qualquer coisa, pode ser de comida, cigarro, drogas e outros.
O termo “abster” significa conter-se, privar-se ou renunciar. Quem esta em tratamento da dependência química está também renunciando o consumo da substância, drogas ou álcool.
A falta dessa substancia no organismo pode provocar na pessoa uma alteração do comportamento e até sintomas físicos, sendo chamada SÍNDROME DE ABSTINÊNCIA.
 ABSTINÊNCIA é um conjunto de sinais e sintomas decorrentes da falta da droga no organismo, caracterizando-se por sensações de mal estar e diferentes graus de sofrimento físicos e mentais, que variam de acordo com cada tipo de droga.
A abstinência pode ser ainda mais complicada com o aparecimento de convulsões.

Os sintomas mais freqüentes são: hiperatividade, tremores, insônia, alucinação ou ilusões visuais, táteis ou auditivas, agitação psicomotora, ansiedade e convulsões.

Na síndrome de abstinência aguda (SAA) os sintomas físicos, psicológicos e sociais provocados pela falta de droga ocorrem entre 03 e 15 dias após a ultima utilização da droga, enquanto a síndrome de abstinência demorada (SAD) registra sintomas baseados na sobriedade ocorrendo meses ou anos após o uso. São eles: mente confusa, problema de coordenação motora, problema de memória, reação emocional exagerada ou apatia.
Segundo o dicionário, RECAÍDA é a reincidência em um inconveniente, em um mal ou em um vício. A dependência química não é mais considerada um vício, mas de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) é uma doença e deve ser tratada como tal.
A recaída ocorre na maioria das vezes quando um ex dependente depara-se com fatos simples que remete sua memória ao uso – como, por exemplo, passar por um local que antes era de consumo ou freqüentar casa de usuário. O despertar dessas lembranças fazem que o mesmo queira consumir novamente.
O “antídoto” é: constante vigilância, manter relacionamentos saudáveis de “prestação de contas” e sempre ser totalmente dependente de DEUS.


Carlos Hosken
gestor@vidaepaz.org

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

oque rolou no ÚLTIMO CULTO?

 o Culto deste ultimo domingo 21/11/2010 começou com o louvor ministrado pelo irmão Robson. Dentre as músicas tocadas , destaque para "Meu Universo", "dono do meu coração" e "há um lugar" que nos conduziram á uma atmosfera de entrega e adoração.













 a Palavra foi ministrada pelo Pr. Francisco e levou todos á uma reflexão sobre os talentos que Deus nos dá e oque temos feito deles.


 Logo após a Palavra, alguns momentos marcantes:




 a bênçao da agora ex-interna ROSEMARI





a apresentação da tão amada e esperada, a pequena VITÓRIA


a esperada UNÇÃO da ex interna Elisângela, que teve que terminar seu tratamento em casa devido á uma gravidez de risco.

e a oração feita pelo Carlos pelos aniversariantes desse mês, entre eles os obreiros Felipe e João Paulo e nosso pastor Francisco.


Obridado Jesus! Sua Presença é SEMPRE o mais importante!!!





quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Uma manhã pelo nosso JARDIM...

NADA melhor para começar o dia que parar um pouco, respirar fundo e contemplar em detalhes da beleza do cuidado de Deus.

Em meio á dias confusos e agitados, nós da Comunidade temos o privilégio de pousar os olhos em nosso jardim "Flores, Frutos e Folhas", que com tanto amor e dedicação tem sido cuidado pelo nosso amado Pastor Odair.

Sinta-se privilegiado, desfrute também dessa prova do amor de Deus e deixe que Ele mesmo fale com você! 


















texto e fotos por Wanessa Ferrari
18/11/2010

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

e oque é um GRUPO DE APOIO?

O GRUPO DE APOIO nasceu da determinação de um grupo de pessoas preocupadas com os efeitos  da dependencia química nos familiares e no sonho de recuperação de um grupo de pessoas que tinham um propósito comum: "Aprender a desenvolver relacionamentos saudáveis."






O grupo de apoio a familiares e amigos de dependentes químicos na Comunidade Vida e Paz teve sua primeira reunião em 11 De Setembro De 2006, coordenada pelo saudoso Pastor Oseas Benicio De Almeida Junior, motivado pela necessidade de acolher familiares de dependentes/usuários de drogas ou álcool, que por vezes nos procuravam devido: 1- Recaídas dos dependentes; 2- Desistência do tratamento; 3- Condutas que dificultavam a recuperação do paciente (Ex.: dar dinheiro, fiscalizar, desconfiar e vigiar ostensivamente, entre outros); 4- Ansiedade no trato com o dependente/usuário no lar.

Reunião do Grupo de Apoio, terças-feiras, as 20hs

Objetivos de um Grupo de Apoio:
  • Fornecer informações e orientações em como lidar com a dependência química, objetivando a melhora nas relações familiares e adequação de condutas;
  • Sensibilizar os próprios familiares quanto ao aspecto emocional, permitindo que examinem atitudes ensejadoras de recaídas;
  • Propiciar meios para que os familiares sensibilizem o dependente/usuário para recuperação;
  • Fazer com que as pessoas sintam-se mais contentes e felizes, menos preocupadas e ansiosas e consigam visualizar atividades, sentimentos ou situações positivas, reestabelecedoras de sua saúde mental;
  • Ajudar o familiar a não estar sempre zangado ou frustrado, demonstrando capacidade de falar sobre seus sentimentos. Ao abrir um espaço para falar sobre estes, as pessoas envolvidas tornam-se mais conscientes de suas reações de violência, podendo evitá-las;
  • Estimular os familiares a não falarem o tempo todo sobre drogas, mantendo um diálogo saudável sobre outros aspectos da vida;
  • Trabalhar a sensação de que nada pode ser feito ou sensação de estar amarrado. Perceber que existe a possibilidade de fazer algo ou simplesmente aceitar o fato de que não pode fazer nada em determinadas situações;
  • Tentar fazer o melhor pela família e para si mesmo, levando em conta as necessidades de todas pessoas envolvidas;
  • Estar apto para ouvir, pois muitas vezes o simples fato de ouvir pode ser terapêutico. Ser capaz de contar aos outros o que pode ser feito e não ficar chateado quando as coisas não acontecerem conforme o esperado;
  • Estimular a capacidade de sair e se divertir, sem sentir culpa por ter bons momentos, tornando as pessoas aptas para realizar atividades fora do lar;



Um pouca da CO-DEPENDÊNCIA
É uma doença emocional que foi "diagnosticada" nos Estados Unidos por volta das décadas de 70 e 80, em uma clínica para dependentes químicos, através do atendimento a seus familiares. Porém, com os avanços dos estudos das causas e dos sintomas, que são os mais variados possíveis, chegou-se à conclusão de que esta doença atinge não apenas os familiares dos dependentes químicos, mas um grande número de pessoas, cujos comportamentos e reações perante a vida são um meio de sobrevivência.

Os co-dependentes são aqueles que vivem em função do(s) outro(s), fazendo destes a razão de sua felicidade e bem estar. São pessoas que têm baixa auto-estima e intenso sentimento de culpa. Vivem tentando "ajudar" outras pessoas, esquecendo, na maior parte do tempo, de viver a própria vida, entre outras atitudes de auto-anulação.

Características Presentes em Famílias de Dependentes Químicos

1-Na primeira etapa é preponderantemente o mecanismo de negação. Ocorre tensão e desentendimento e as pessoas deixam de falar sobre o que realmente pensam e sentem.
2- Em um segundo momento, a família demonstra muita preocupação com essa questão, tentando controlar o uso da droga, bem como as suas conseqüências físicas, emocionais, no campo do trabalho e no convívio social. Mentiras e cumplicidades relativas ao uso abusivo de álcool e drogas instauram um clima de segredo familiar. A regra é não falar do assunto, mantendo a ilusão de que as drogas e álcool não estão causando problemas na família.
3- Na terceira fase, a desorganização da família é enorme. Seus membros assumem papéis rígidos e previsíveis, servindo de facilitadores. As famílias assumem responsabilidades de atos que não são seus, e assim o dependente químico perde a oportunidade de perceber as conseqüências do abuso de álcool e drogas. É comum ocorrer uma inversão de papéis e funções, como por exemplo, a esposa que passa a assumir todas as responsabilidades de casa em decorrência o alcoolismo do marido, ou a filha mais velha que passa a cuidar dos irmãos em conseqüência do uso de drogas da mãe.
4- O quarto estágio é caracterizado pela
exaustão emocional, podendo surgir graves distúrbios de comportamento e de saúde em todos os membros. A situação fica insustentável, levando ao afastamento entre os membros gerando desestruturação familiar.

As perguntas a seguir servem para identificar
possíveis padrões de co-dependência.

Somos conscientes que o Autoconhecimento é um assunto muito sério e por sua vez pessoal. Esperamos que estas perguntas possam ser-lhe úteis...
  • Você se sente responsável por outra pessoa: Seus sentimentos, pensamentos, necessidades, ações, escolhas, vontades, bem-estar e destino?
  • Você sente ansiedade, pena e culpa quando outras pessoas têm problemas?
  • Você se flagra constantemente dizendo "sim" quando quer dizer "não"?
  • Você vive tentando agradar aos outros ao invés de agradar a si mesmo?
  • Você vive tentando provar aos outros que é bom o suficiente? Você tem medo de errar?
  • Você vive buscando desesperadamente amor e aprovação? Você sente-se inadequado?
  • Você tolera abuso para não perder o amor de outras pessoas?
  • Você sente vergonha da sua própria vida?
  • Você tem a tendência de repetir relacionamentos destrutivos?
  • Você se sente aprisionado em um relacionamento? Você tem medo de ficar só?
  • Você tem medo de expressar suas emoções de maneira aberta, honesta e apropriada?
  • Você acredita que se assim o fizer ninguém vai amá-lo?
  • O que você sente sobre mudar o seu comportamento? O que impede-lhe de mudar?
  • Você ignora os seus problemas ou finge que as circunstâncias não são tão ruins?
  • Você vive ajudando as pessoas a viverem? Acredita que elas não sabem viver sem você?
  • Tenta controlar eventos, situações e pessoas através da culpa, coação, ameaça, manipulação e conselhos, assegurando assim que as coisas aconteçam da maneira que você acha correta?
  • Você procura manter-se ocupado para não entrar em contato com a realidade?
  • Você sente que precisa fazer alguma coisa para sentir-se aceito e amado pelos outros?
  • Você tem dificuldade de identificar o que sente? Tem medo de entrar em contato com seus sentimentos como raiva, solidão e vergonha .

Se você respondeu positivamente a algumas destas perguntas pode estar precisando  de ajuda.
Freqüente o Grupo de Apoio.
Nossas reuniões acontecem ás terças-feiras ás 20:00hs
Local: Comunidade Vida e Paz
Rua México qd 8 s/n – Jd. Terra Branca

COLABORADORES:
-Ana Rubia Barbosa Delgallo
-Pra. Celia Abelha Molina
-James Grejo
-Pr. Odair da Silva
A SIMPLES TROCA DE EXPERIENCIAS QUE OCORRE NAS REUNIÕES , MUITAS VEZES COLOCA O SENTIMENTO E A PREOCUPAÇÃO COM O DEPENDENTE EM SEU VERDADEIRO LUGAR E POSSIBILITA OPORTUNIDADES PARA UMA NOVA MANEIRA DE PENSAR.
LIVRE-SE DA CODEPENDENCIA JÁ.





Ana Rubia Barbosa Delgallo
grupodeapoio@vidaepaz.org

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Na CARNE e de MENTIRA

“Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. João 4:23





 
Essa é a forma mais fácil de adorar á Deus: NA CARNE (do nosso próprio jeito)e de MENTIRA (fingindo que agrada á Deus).
Pra que nos preocuparmos em ler a Bíblia, abrir mão das nossas vontades, amar de verdade as pessoas?
Em nossa vida “fast food”, podemos fofocar no emprego, brigar em casa, discutir no trânsito, falar mau do pastor e no domingo é só fechar os olhos, levantar as mãos e chorar no louvor.
Que coisa maravilhosa!
Afinal, Deus me aceita como sou!

Não, não é loucura.Este é o FALSO adorador: mentiroso e carnal.Tão real quanto o computador na sua frente.

Se desde a época de João o próprio Jesus diz sobre essa falsa adoração, de pessoas que enganam aos homens, à liderança e até a sí mesmo – mas não enganam á Deus - , resta a dúvida:

SERÁ QUE DEUS AINDA ESTA PROCURANDO?
SERÁ QUE ELE ME ACHOU?

Ser achado por Deus é melhor que propaganda de cartão de crédito: NÃO TEM PREÇO.
Me espelho em um cara da Bíblia que (depois de Jesus) é o maior exemplo de adorador.
DAVI.
Ele não era santo nem perfeito, tinha um monte de defeitos e pecados, mas amava o Senhor! Era TRANSPARENTE diante do seu Deus! Confiava no amor protetor do seu Senhor.Se importava com a opinião de Deus.

O versículo de João 4.23 não diz que Deus procura super homens e super mulheres. Não diz que Deus procura pessoas santas, imaculadas e irrepreensíveis. Diz que Deus procura pessoas autênticas, sinceras e que estejam conectadas com Deus.

Estar em espírito não é estender um tapete num jardim com cascata e passar a tarde sentado de olhos fehados.É conversar com Deus enquanto dirijo, tomando café, quando surge uma dúvida, ou qualquer atividade que seja.
É simplesmente ESTAR COM DEUS, como quem anda com seu melhor amigo.
E viver em verdade... é uma conseqüência disso.É saber que não se pode enganar á Deus com nosso teatro e além – não querer enganar á Deus.

Não podemos mais ter o conceito de que adoração é música ou o período de louvor do culto.
Deus não chama o ministério de louvor de adoradores.
Deus não chama os músicos de adoradores.
Deus chama de adorador quem anda com Ele e o obedece.
É isso que quero pra mim.
Isso sim... vale a pena!

“Quando a música esmorece
E o resto desaparece
Simplesmente á Ti me achego
Ansiando oferecer
Algo de valor
Pra abençoar Teu coração

Mais que uma canção eu Te darei
Pois apenas uma canção
Não é o que queres de mim!
Mais profundo busca o Senhor
Do que os olhos podem ver
Queres meu coração!

Estou voltando á essência da adoração
E a essência és Tu! A essência és Tu, Jesus!
Oh, me perdoa pelo o que eu fiz dela!
Quando a essência és Tu!
A essência és Tu, Jesus!

Rei de imensurável valor
Ninguém pode expressar
O quanto és Digno!
Embora eu seja pobre e fraco
Tudo o que tenho é Teu!
Cada fôlego meu!

Mais que uma canção eu te darei...”
(David Quinlan)






Wanessa Ferrari



terça-feira, 26 de outubro de 2010

oque rolou no último CULTO DE DOMINGO?









o culto foi uma BÊNÇÃO!
Começou com um louvor abençoado que nos levou á uma esfera de GRATIDÃO e REVERÊNCIA, ministrado pela nossa querida EVELIN.
















LOGO APÓS, tivemos uma mensagem do Pr. Francisco sobre Atos 27 e uma reflexão "pra digerir em casa" sobre os naufrágios que sofremos por entrar em certas tempestades na vida.
















Tivemos também um dos momentos que é mais comemorado: a BÊNÇÃO de alunos que completam o tratamento.Essa foi a vez do SAMUEL e da SILVANA!






e pra fechar a festa com chave de ouro, mantendo a fama de CASAMENTEIRO, nosso pastor fez a bênção das alianças dos pombinhos (agora recem casados!) JOÃO E ROSA!!!





















AMANHÃ...TEM MAIS no nosso culto  as 20hs

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

com a palavra, PR. FRANCISCO!

MEUS irmãos, muitos de vós não sejam mestres, sabendo que receberemos mais duro juízo.
Porque todos tropeçamos em muitas coisas. Se alguém não tropeça em palavra, o tal é perfeito, e poderoso para também refrear todo o corpo.

Vemos no capitulo acima que Thiago, irmão de sangue de Jesus, ressaltar claramente que se voce quer ocupar algum lugar de liderança será então muito mais cobrado e julgado por isso...
Thiago ressalta que todos tropeçamos em muitas coisas, mas se somos líderes e estamos a frente, ai, ai ai... se prepare para receber pauladas muito mais severas...sabe porque?
Porque o povo de DEUS é implacável no tocante a isso... é mais ou menos assim..... “AHHHHH MAS ELE É O LÍDER”.... ESPERAVA TUDO DELE, MENOS ISSO.... e ai vai.... como se fossemos super homens ou super mulheres...
O líder tem que amar acima de tudo mas acima de tudo mesmo, o líder tem que educar.. e educação quer espiritual ou moral de pessoas que se julgam adultas não é fácil... é como tentar aprender inglês aos 60 anos de idade, pois é comprovado que quanto mais velhos ficamos, menos aprendemos...
A verdade é que o líder precisa aprender a falar não, pois esta palavra os crentes de hoje não gostam muito de ouvir... tenho em mim que como pai que sou e também pastor, tento tratar a todos como trato meu próprio filho, quem é mais próximo de mim sabe disso, e uma coisa que aprendi nestes anos todos é saber falar o não com naturalidade, em 15 anos de ministério com adictos o que mais tenho assistido são pais, esposas e maridos estragarem seus cônjuges e filhos por mimarem eles demais, sem saber falar não aos mesmos...  
Entendo que  se ele é filho(a), no primeiro momento é um choque... a segunda vez já é mais ameno e o terceiro a ovelha reativa ira pensar antes de comentar com quem quer que seja .... pois saberá que  ELA ACREDITA NO LIDER DELA E QUE AQUELE NÃO É O QUE ELA PRECISA.
Quando não questionarmos mais isso, então deixaremos de tropeçar em muitas coisas como nosso amado THIAGO diz acima... pois a continuação do texto fala claramente que o maior tropeço que temos hoje dentro de nossas famílias, trabalho e igreja é a nossa LINGUA...
Ser mal interpretado é um fato fácil de ser consertado, mas se partimos da premissa que estamos todos dentro de uma comunidade terapêutica, então partiremos que qualquer relacionamento interno entre irmãos quer no trabalho ou quer em corpo e família, deverá ser sempre um relacionamento doentio de co-dependencia?
Se é que me entendem, a co-dependencia não deve fazer parte de nossas vidas como esposos, esposas, lideres, ovelhas, pastores e irmãos em Cristo.
Se houver entrega, haverá liberdade e onde há liberdade, há harmonia,  a harmonia de que quando pensamos, pensamos como líderes, pensamos no bem macro, mesmo que alguns ainda não consigam enxergar isso.
Estes, são os co-dependentes...livre-se já disso!


Pr. Francisco Molina